Adolescentes 2012: ANDANDO NA CONTRAMÃO DO MUNDO!

A IGREJA BATISTA EM ITAJUÍPE LOCALIZA-SE NO CENTRO DA CIDADE EM FRENTE A PRAÇA DO RIO BRANCO. FAÇA-NOS UMA VISITA.

terça-feira, 31 de maio de 2011

Sem Jesus não dá, não

Após a morte de Josué, já estabelecidos na terra prometida, os israelitas iniciaram uma apostasia nacional. Repetidas vezes e meio que inexplicavelmente, eles se esqueceram do pacto, da lei, de como foram retirados do Egito e que Yahweh era único. O livro narra várias vezes esses desvios.
Foi um período crítico e sombrio, e a causa visível para isso é a ausência de um líder sobre a nação, como Moisés e o próprio Josué foram. Foi o tempo de juízes que se levantavam para compensar essa falta. Alguns eram bons, outros nem tanto. Houve juízes abençoados como Gideão e Débora, mas houve reprováveis como Abimeleque e Sansão (embora sua vida seja muito pregada, ele foi um exemplo de um ministério infantil e soberbo). Esse foi o panorama político e religioso em Israel nesse período.
“Naqueles dias não havia rei em Israel; cada uma fazia o que parecia bem aos seus olhos” (Jz 21.25)
Faz muita falta um líder e é isso que enfatiza o autor de Juízes. E hoje não é diferente. Seja para um país, para uma empresa, para uma igreja. Mas não é essa abrangência que quero.
Estou falando de nossas vidas. E não quero falar de liderança humana. Quero falar do Senhorio de Cristo.
Quando lemos Juízes e olhamos nossas vidas, somos obrigados a admitir: custou muito caro cada momento em que Cristo não exerceu sua liderança em nós. Custaram caro os tropeços e as quedas que sofremos por seguirmos aquilo que nos parecia bom.
O livro de Juízes deixa claro que assim como Israel, nós, o Israel espiritual, não fomos criados para viver sem Deus. Há um grande propósito em nossa existência e esse propósito diz que devemos viver sob a autoridade do verdadeiro Pastor, que nos garante sustento, segurança, plena satisfação; que acalma nossa alma, que nos consola quando o vento não está favorável; que se mantém fiel ao que prometeu e nos garante uma eternidade ao Seu lado. Parece que foi isso que ele quis mostrar aos israelitas naquele período.
Não há senhorio de Cristo em nós se não nos submetemos a Ele e sua vontade. A nossa, obrigatoriamente, precisa morrer. Além disso, não há senhorio de Cristo se não há devoção.
Nossa submissão a Cristo sempre terá desdobramentos práticos e isso resultará em uma crescente busca por Ele; teremos prazer em perder nossa vida inteira nele e nossa comunhão com ele será viva e real e afetará cada área de nossas vidas, inclusive as mais simples.
Não caiamos no mesmo erro dos israelitas daquele período ao viver uma falsa devoção e comunhão. Não vamos escolher tropeçar na Rocha em que, na verdade, deveríamos nos apoiar. Será sofrível se assim o for! Será sofrível se, mesmo com toda a confissão externa de entrega a Cristo, formos guiados por nós mesmos.
Mais para frente, as coisas começaram a se ajeitar, uma vez que o ofício profético e sacerdotal foi restabelecido na pessoa de Samuel. Além disso, um rei foi escolhido pelo povo – Saul – que anos depois foi substituído por outro rei: o que foi escolhido por Deus – Davi. Da descendência desse rei, o mundo conheceu o Rei dos reis – Jesus. Tudo isso, perceba, como consequência de um período sombrio em que Deus era desconhecido.
Que estejamos longe de seguir homens, falsos líderes, cujo guia é a sua própria vontade. Que sigamos Cristo – como autênticos cristãos – e deixemos nossa vida ao seu controle.
Sendo assim, desfrutaremos do jugo suave e do fardo leve que somente Cristo nos proporciona. Isso é, de fato, viver. Não viver para nós mesmos, mas para aquele que nos criou e nos chama a um relacionamento consigo; eterno e garantido por um amor que jamais muda.

Programação do Festival e Congresso

Confira abaixo, com exclusividade, a programação prévia do Festival de Cachorro-Quente e Congresso de Louvor Adorar-Te que serão realizados dias 18 e 19 de Junho.



Programação do Festival de Cachorro-quente ( dia 18)
Local: Colégio Polivalente, às 19:00 -  Entrada: R$: 6,00 


 Abertura: Um dos pastores (boas-vindas e oração inicial)
  Apresentação do Festival e Congresso: líder da UNABI
  Inauguração do Grupo de teatro Adorar-Te: “Um novo coração”
  Leitura: Salmo 150
  Grupo de coreografia da Igreja Quadrangular
  Grupo de Teatro Adorar-Te: “Um coração restaurado”
  Ministério de louvor ASAF – Igreja Assembléia de Deus
  Poesia Ana Andrade
  Grupo de coreografia Shamar – Igreja Presbiteriana
  Leitura: Êxodo 15
  Grupo de coreografia Adorar-Te
  Apresentação dos membros da UNABI
  Grupo de coreografia - Igreja da Graça
  Ministério de Louvor Carvalhos de Justiça
  Palavra de consolo – Edmilson
  Louvor: Joel Dias

 Apresentadores: Suziely e Iago (membros da UNABI)

 



Programação do dia 19 (Manhã)
Local: Igreja Batista de Itajuípe -  Entrada: franca


·         Abertura: Edmilson – som instrumental – oração
·         Ministério de louvor Adorar-Te (um louvor)
·         Classes temáticas
·         Oração
·         Ministério de Louvor Adorar-Te (dois louvores)
·         Salmo 150
·         Grupo de coreografia Adorar-Te
·         Leitura: Romanos 5:5
·         Ministério de Louvor da Igreja local (dois louvores) - dízimos
·         Grupo de teatro Adorar-Te
·         Ministério de louvor Adorar-Te  (um louvor)
·         Pregação

Apresentadores: Tatiele e Samuel (membros da UNABI)




 Programação do dia 19 (Noite)
Local: Igreja Batista de Itajuípe -  Entrada: franca


  Grupo de coreografia Adorar-Te
  Palavra – Edmilson - oração
  Leitura de I Pedro 3: 15 ao 17
  Ministério de louvor Adorar-Te (dois louvores)
  Grupo de coreografia Adorar-Te
  Salmo 98
  Ministério de louvor da Igreja (três louvores) – visitante
  Grupo de teatro Adorar-Te
  Salmo 95: 1 ao 6
  Ministério de louvor Adorar-Te (um louvor) – dízimos
  Avisos
  Seminarista
  Ministério de louvor Adorar-Te (dois louvores)
  Agradecimentos 
  Oração final

Apresentadora: Ruth (conselheira da UNABI)



Mil desculpas!! E notícias mais!!!

Oi galera!!!

    Peço mil desculpas por ter ficado esse tempo todo sem postar. Isso aconteceu porque tivemos um probleminha com as configurações do blog e não estávamos conseguindo postar nada, mas graças a Deus tudo já voltou ao normal e o blog funcionará como antes; peço mil desculpas!!!
    O culto de louvor que seria realizado neste sábado dia 4 de Junho para jovens e adolescentes, não será realizado devido ao fato dos jovens terem um compromisso nessa data. Mas ainda programaremos em outra data esse mesmo evento. Esperamos que dessa vez dê tudo certo!!
    O festival de cachorro-quente a cada dia que se passa tem nos dado mais trabalho... é muita coisa pra fazer!! Muitas responsabilidades e compromissos para que no dia nada de inesperado venha acontecer. Estamos ensaiando, divulgando e fazendo outras milhares de coisas. 
    O Senhor tem me encomodado a orar nesses dias próximos do festival e do congresso. A partir de segunda-feira nós do grupo nos reuniremos todos os dias até o evento para agilizarmos os pequenos detalhes do festival e o mais importante que é a nossa oração; vamos orar muito durante esses dias pedindo a direção de Deus. Graças a Deus que o espí rito santo tem me encomadado  para fazer essas orações, porque na realidade precisamos orar a fim de que todos os nossos inimigos espirituais sejam vencidos e o evento seja um sucesso pra honra e glória do Senhor. 
    Algumas pessoas virão da Igreja Batista de Buerarema para participarem do evento e serão hospedadas em nossas casas. 
    Eu não estou conseguindo durmir de tão preocupado com esse evento, porque nunca realizamos um evento desse nível: aberto para todo o público e de maior extensão em todas as áreas do evento. Porém o espírito santo, também tem me encomadado a não me preocupar porque está conosco e quando pedimos a sua direção Ele nos conduz em cada área precisa.       
    Desde cedo o espírito santo de Deus me surpreende. Já fizemos outras atividades que eu pensei que não fosse dá certo e aconteceram coisas abundantes em diversos aspectos devido ao fato de termos orado e pedido a orientação Dele anteriormente. A palavra diz que o espírito de Deus é o socorro bem presente a todo momento, e eu confesso que é!!! Te amo Senhor, Tu és de mais!!!
    Outra coisa! Neste sábado, dia 4, vamos participar de um culto festivo que será realizado pelos adolescentes da Igreja Evangélica Assembléia de Deus em Itajuípe. Das células apenas o grupo de coreografia Adorar-Te irá apresentar.
    Essas são algumas das notícias da UNABI. Até mais e fiquem com Deus!!!


segunda-feira, 23 de maio de 2011

Grupo de Teatro Adorar-Te

Olá gente!

Ontem, dia 22 de Maio, tivemos a participação do grupo de Teatro no culto da nossa Igreja com uma peça: "Eu sou de Jesus". A peça se trata de uma pessoa que é submissa a Deus e faz a Sua vontade e o inimigo, por não achar isso nada bom, começa a enviar pessoas que nele estão presas para seduzir a tal pessoa submissa. O inimigo envia um drogado, um sedutor, uma usuária de drogas, um alcóolotra e um assaltante para destruí-la de alguma forma, mas ela não se deixa levar por isso e consegue vencer o inimigo porque encontrou forças no Deus a quem ela serve, e além disso, a pessoa consegue salvar as vidas que foram usadas pelo inimigo para seduzí-la e destruí-la. Confira as fotos a seguir...                                                                                                                                                                                                                              Componentes que participaram da peça
                                                          
                                                                    Personagem Satanás

                                                                      Personagem  Sedutor

                                                                Personagen  Alcóolotra

                                                               Personagem   Usuária de drogas









sábado, 21 de maio de 2011

Ministério de Louvor Adorar-Te

 Oi pessoal, confira as fotos do ensaio dos instrumentos do Ministério de Louvor. Nesse dia estávamos criando as arranjos.



 








As barreiras Ministeriais

Oi pessoal!!

Ser líder é um desafio muito grande para quem  toma essa decisão. Como líder da UNABI, liderar esse ministério a mais de um ano não foi nada fácil, e isso é apenas o começo, ou seja, ainda muitas coisas virão, sejam elas boas ou ruins. Durante todo esse tempo temos sido abençoados, mas ao mesmo tempo perseguidos. Existem pessoas que se entregam aos planos do diabo e ele usa-a como canal de destruição para as nossas vidas. É assim que tem acontecido conosco, existem pessoas que chegam pra nós e falam palavras de desmotivação e desencorajamento. Já chorei muito na igreja e em casa devido a isso. Já ouvir coisas horríveis, como:" isso que vocês estão fazendo é uma palhaçada", "vocês só pensam em fazer coreografias", "não é só de coreografias que vive o homem" e muito, muito mais. Realmente não é fácil ouvir tudo isso e ficar calado. Confesso que já descuti com algumas pessoas porque eu não guentei ouvir e ficar calado. Mas o melhor de tudo é que diante disso nenhum de nós desistiu, mesmo quando as coisas parecem tão difíceis. O Senhor nos fortalece e nos ajuda, graças a Deus. Até o próprio Jesus foi perseguido quando veio aqui na Terra criar o seu ministério e cumprir aquilo que o seu pai lhe ordenou (morrer por nós  e perdoar os nossos pecados). Enfim, viver uma vida ministerial não é fácil nada. Mas fico tranquilo porque o nosso Deus nos chama, nos capacita e nos protege de tudo. Aleluia!!!!

Desvendando o Amor

Em seguimento ao nosso último estudo, que teve como foco o fruto do Espírito, analisamos agora o mais importante dos frutos: o amor. Ao debruçarmos sobre os textos originais, grego e hebraico, percebemos que este fruto guarda uma tremenda força espiritual.

Em grego, amor é “ágape”, termo que também pode significar “afeição”, “benevolência” ou “caridade”. O interessante é que o termo “ágape” deriva-se de “airo”, que significa “levantar”, “suspender” ou “sustentar”. Em Mateus 4.6, essa palavra é usada da seguinte maneira: “Aos seus anjos ordenará a teu respeito que te guardem; e: Eles te susterão (arousin) nas suas mãos, para não tropeçares nalguma pedra”. Assim vemos que o amor está relacionado ao sustento. Deus nos ama porque nos sustenta em nossas vidas, provendo tudo o que é necessário para nossa sobrevivência. O próprio Espírito Santo nos sustenta, pois intercede por nós (Romanos 8.26). Da mesma forma, não podemos dizer que amamos nosso irmão se não o sustentamos em sua fraqueza. O próprio Cristo nos deu esse alerta. Aquele que não sustenta seu irmão em sua fome, sede, desabrigo, nudez, enfermidade ou cadeia terá a infelicidade de escutar de Cristo: “Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos” (Mateus 25.41). Compreender o amor é condição fundamental para se conhecer a Deus e dele obter a vida eterna, pois quem não ama (ou seja, quem não sustenta o seu próximo e é sustentado por Deus) não conhece a Deus, porque Deus é amor (1 João 4.8).

É também esse tipo de amor verdadeiro que nos leva a tomarmos a nossa própria cruz, entregando nossas vidas em benefício do próximo. Todos os cristãos são convidados, pelo próprio Cristo, a negarem-se a si mesmos e tomarem a própria cruz (Mateus 16.24). Inclusive, o verbo usado em Mateus 27.32 quando diz que Simão, o cireneu, foi obrigado a “carregar” a cruz é “are”, flexão de “airo”. Todavia, somente poderemos ser tirados (airo) da escravidão da morte e do pecado se conhecermos e praticarmos o verdadeiro amor (agape), que é sustentar (airo) o próximo, ou seja, dar a vida pelos nossos amigos (João 15.13).

O termo “airo” também pode trazer a ideia de “lançar” ou “remover”, como em Mateus 21.21: Jesus, porém, lhes respondeu: Em verdade vos digo que, se tiverdes fé e não duvidardes, não somente fareis o que foi feito à figueira, mas até mesmo, se a este monte disserdes: Ergue-te e lança-te (artheti) no mar, tal sucederá”. O verdadeiro amor lança fora todo medo, todo obstáculo e todo empecilho (1 João 4.18), pois foi através do amor pela humanidade (João 3.16) que Cristo foi capaz de destruir as obras do diabo (1 João 3.8).

O termo “airo” também pode significar “zarpar”, ou seja, “levantar a âncora”, como em Atos 27.13: “Soprando brandamente o vento sul, e pensando eles ter alcançado o que desejavam, levantaram (arantes) âncora e foram costeando mais de perto a ilha de Creta”. Da mesma forma, quando nascemos de novo em Deus e temos contato com seu verdadeiro amor (1 João 4.7), iniciamos uma viagem, zarpando da terra do pecado em direção à Nova Jerusalém. Nesta viagem, quem conduz o barco é o Espírito Santo, como está escrito: “O vento sopra onde quer, ouves a sua voz, mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo o que é nascido do Espírito” (João 3.8). Aquele que é nascido do Espírito entende o que é o amor, e inicia uma jornada com Cristo para trazer a este mundo o Reino de Deus, cujo fundamento é o amor.  

O curioso é que se em grego amor é “ágape”, temos em hebraico o termo “agab”, que significa “amar”, no sentido de “respirar por” ou “desejar”, “estar inflamado”. Assim, vemos que, em hebraico, este amor significa ansiar ardentemente por fazer a vontade de Deus, assim como Paulo que, mesmo diante do perigo de morte anunciado pelo profeta Ágabo (veja que curiosa a semelhança com ‘agab), não recuou, mas disse: “Que fazeis chorando e quebrantando-me o coração? Pois estou pronto não só para ser preso, mas até para morrer em Jerusalém pelo nome do Senhor Jesus” (Atos 21.13). Paulo estava pronto para entregar a vida em favor da causa do Evangelho e em resposta a seu compromisso com Cristo, expresso em 1 Coríntios 9.16: “Se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois sobre mim pesa essa obrigação; porque ai de mim se não pregar o evangelho!” Paulo, que era nascido de Deus, conhecia o verdadeiro amor. Por isso, abriu mão de seus sonhos para fazer a vontade de Deus e entregar sua vida pela humanidade.

Em hebraico, porém, a palavra que é mais usada para se referir ao amor é “‘ahav”. O curioso é que ‘ahav está diretamente relacionada com “‘ohad”, que significa “estar unido”. Aquele que realmente está unido a Cristo faz as obras que ele fez, que foram todas motivadas por um impressionante amor pela humanidade. Assim vemos que o amor não é um sentimento, mas uma ação. O termo “yahav” (que significa “dar”), outra variação de ‘ahav, nos mostra como o amor é um ato de doação. Foi por isso que “Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3.16).

Além disso, o termo derivado “yehav” significa “porção” ou “fardo”. Assim, entendemos o motivo pelo qual, em hebraico, os termos “amor”, “fardo”, “jugo”, “dar” e “sofrimento” estão todos relacionados.

Amar é tomar sobre si um fardo que era destinado ao próximo, é dar a vida pelos amigos. Amar é, em suma, conhecer a Deus, estar unido a Ele e fazer Sua vontade.
::Daniel Lopez

Jornalista e doutorando em Linguística na Universidade Federal Fluminense (UFF). É também professor universitário, tradutor e diretor do programa e ministério Desvendando o Original.
www.desvendandooriginal.blogspot.com / @Daniel_L_Lopez / @desvendandoorig / daniel4310lago@yahoo.com.br


Colaborador do portal Lagoinha.com 

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Notícias do Festival e Congresso

Ei pessoal.

A cada dia que se passa estamos anseiosos pelo Festival de Cachorro-quente e pelo Congresso. Estamos ensaiando muito, orando, fazendo estudos sobre o tema e muito mais. Os ingressos estão sendo vendidos a todo vapor. Tem ainda o culto dos jovens e adolescentes no dia 4 de junho que acreditamos também que será uma bênção. Neste domingo vamos à Igreja Presbiteriana vender ingressos e fazer o convite e queremos nessa mesma semana irmos a outras Igrejas. Temos muita coisa pra dá conta, além disso vamos trazer algumas pessoas de fora: de Buerarema e uma pessoa de Salvador, vamos hospedá-los em nossas casas. Fazemos tudo isso com prazer para honra e glória do Senhor. O grupo de teatro, dança e louvor estão se preparando para esses grandes dias. Não fique de fora dessa!!! Participe conosco desses eventos e seja abençoado. Até mais pessoal!!!  Nas próximas postagens colocarei algumas fotos e videos dos ensaios, reunões e estudos bíblicos para você ficar por dentro de tudo.

terça-feira, 17 de maio de 2011

Adolescência, uma fase difícil?

Cotidiano

Adolescência, uma fase difícil?

Adolescência, uma fase difícil?
 Muitas pessoas veem a adolescência como a fase mais difícil da vida. Pais, estudiosos, líderes e até mesmo os próprios adolescentes acham que esse período é a fase da vida em que as crises e confusões, questionamentos, dúvidas e curiosidades surgem.
 De fato, adolescência é um período turbulento, mas ele passa. É uma passagem curta, difícil, mas também cheia de aventuras e tempos inesquecíveis. São mais ou menos sete anos para viver os dias mais intensos da vida. Essa é a fase mais importante da vida, pois é nesse período que tomamos decisões que influenciam o resto da nossa vida. E nesse tempo é que acontece “quase tudo”.
 Acontecem as mudanças do corpo e se perde o corpo infantil. Essas mudanças acabam despertando naturalmente o interesse pelo conhecimento do corpo. E também o interesse pelo sexo oposto. Além disso, algumas famílias começam a viver um período mais difícil, na qual antes os pais eram tudo, agora os amigos e outras pessoas se tornam as pessoas mais importantes. Muitos adolescentes se distanciam dos pais e começam achar que já sabem tudo, que os pais estão querendo se intrometer na vida deles, e que as decisões agora são deles.
 Durante esta etapa da vida é comum ocorrer, um apego exagerado aos amigos e pessoas que servem como modelos de identificação. Outra característica típica dessa fase é a inconstância e intensidade. Atitudes como comer demais ou dormir demais são muito comuns. Tudo é intenso.  Os altos e baixos na vida deles são muito comuns, tanto quanto o apego e o desinteresse pelas as coisas e as pessoas.
 Então o que fazer? Como reagir a algumas atitudes? Será que não devo corrigi-los pelo que estão passando? O que preciso para poder ajudá-los?
 É importante dizer antes de responder a essas perguntas e outras que surgem que, muitas atitudes que os adolescentes têm e que geram tantos conflitos são na verdade o resultado da forma com a qual foram ensinados por seus pais quando eram crianças, como por exemplo, o limite, o respeito e a obediência. Muitos conflitos que não acontecem na infância devido a má educação dada pelos pais, aparecem na adolescência. Portanto, os problemas que acontecem na infância e não têm nada a ver com a adolescência.
 Depois de considerar essas coisas citadas acima. Posso dizer que conviver com o adolescente, não é viver com um monstro, como alguns acham. Mas é saber que durante sete anos ou mais eles estarão vivendo com mudanças e que por isso é necessário conhecer sobre essas alterações, ser atento a tudo que os envolve e conversar sobre todos os assuntos á luz a Palavra de Deus.
 Quero concluir dizendo que viver a adolescência não é poder fazer as coisas por causa da fase. Mas é poder ser alguém que apesar de tantas mudanças consegue ser uma pessoa normal. E que pode se viver bem e passar por essa fase vivendo de uma maneira maravilhosa.

 : : Por Bruno Bacelar Dias
prbruno.bacelar@gmail.com
Pastor da Rede de Adolescentes da Igreja Batista da Lagoinha

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Notícias mais

Oi...

Estamos aí com três eventos para serem realizados. Estou muito feliz a cada dia que se passa porque temos nos preparado para cada evento e podemos sentir a mão de Deus na direção. Estamos divulgando os eventos nas igrejas, sábado passado visitamos a Comunidade À Voz de Deus e os irmãos nos receberam muito bem e na próxima semana vamos nas demais igrejas para continuarmos divulgando. Dia 4 de Junho tem o culto para jovens e adolescentes às 19:30 na Igreja Batista e nos dias 18 e 19 Congresso Adorar-Te. No dia 18 teremos o festival de cachorro-quente no polivalente e a entrada será R$ 6,00 e no dia 19 continuação do Congresso na Igreja Batista às 9:00 hs, entrada franca. NÃO FALTEM!!!!

Como você realiza seus Sonhos?

Como você realiza seus Sonhos?

Você tem sonhos financeiros? Estão escritos no papel? Feche os olhos e pense o que você quer comprar daqui a 1 mês, daqui a 1 ano, daqui a 10 anos ou ainda 30 anos. Como você quer estar? Que bens deseja possuir? Quer estar trabalhando? Pescando? Viajando? Aproveitando uma vida de trabalho? Como estará sua família: marido, esposa, filhos, irmãos, pais...?
Em minhas palestras, cursos e consultorias individuais em finanças pessoais, tenho  deparado com um sério problema: As pessoas não estão sonhando, ou melhor, algumas até sonham, porém, não planejam a compra ou quanto terão de economizar para realizar o seu sonho.
Vejo acontecendo o seguinte:
*    Sonho de roupas e sapatos: Vai-se a uma loja ou shopping e financia-se a compra em até 8 vezes “sem juros”,
*  Sonho de um celular novo: Financia o celular de última geração em 10 vezes.
*    Sonho de um carro, sendo às vezes, o primeiro carro na vida: A pessoa vai a uma concessionária e, até sem entrada, acaba comprando um carro zerinho para pagar em 60, 72, 84 meses ou até mais.
*    Sonho de uma viagem: Vai-se ao Shopping e financia o pacote em 10, 12 ou até 36 vezes.
*    Sonho de uma casa ou apartamento: Financiado em até 30 anos.
Muito cuidado! As pessoas estão entrando em uma roda financeira que não acaba nunca. Compras financiadas comem o salário do mês, com o risco de faltar para o básico como alimentação, saúde, transporte, contas de água, luz, telefone.

Quero chamar a atenção dos leitores para as facilidades que acabam se transformando em armadilhas financeiras para seu dinheiro. Vou comentar os itens colocados acima:

1.    É uma delícia comprar uma roupa nova ou sapato novo. Contudo, se você planejar bem o seu orçamento, poupe o dinheiro, e compre a vista, podendo ter desconto. Se comprar em várias parcelas e em grandes quantidades, terá que esperar um bom tempo para voltar à loja, caso contrário, se comprar mais, serão duas prestações acrescidas no orçamento. Por que não criar o hábito de poupar para comprar?

2.    Celular novo é muito bom. Entretanto, após 4 ou 6 meses você vai querer trocar novamente. Se estiver pagando o primeiro em 10 parcelas, não será difícil trocar, mas vai se endividar mais. Caso seja realmente necessário financiar, financie no máximo em 4 vezes.

3.    Carro: é um perigo! Há um ditado que diz: “Carro zero não tem manutenção”. Certo ou errado? Errado, porque carro zero necessita de: troca de óleo de 5 em 5 mil km, fazer alinhamento e  revisões nas concessionárias. Senão perde-se a garantia, além disso, o IPVA é mais caro. Se for comprar o primeiro carro, é preciso que seja zero? Seja mais humilde e compre aquele que seu dinheiro pode pagar. Não vire escravo do seu carro, isto é, trabalhar para pagar o carro. Carro não é investimento, não se ganha dinheiro comprando carro, ao contrário, perde-se muito dinheiro.

4.    Casa: talvez o maior sonho financeiro de grande parte da população. Muito cuidado! Os juros no Brasil caíram, mas ainda estão nas alturas. Ao comprar um imóvel para pagar em 15, 20 ou 30 anos, lembre-se: você pode perder emprego; ter filhos na escola etc. Há um outro ditado que diz: “Pagar aluguel é jogar dinheiro fora”. O que acha você? Sinceramente, penso que pagar aluguel não é jogar dinheiro fora, pois você está pagando para morar.

Jogar dinheiro fora é pagar juros. Juros de cheque especial, juros de cartão de crédito, juros de contas em atraso, juros de compras financiadas, isto, sim, é jogar dinheiro fora. Preste bastante atenção e mude o seu comportamento com relação aos juros neste ano. Pare de pagar juros.

Comece a poupar dinheiro para realizar os seus sonhos. Talvez o primeiro sonho seja pagar as dívidas ou parar de pagar juros. Parabéns! Isto mesmo, você está no caminho certo. Enfim, estou incentivando-o a abrir mão de alguns gastos extras, a fim de realizar os seus sonhos.

Mude seu comportamento com relação ao seu dinheiro e viva em paz com ele.

:: Por Erasmo Vieira

Palestrante, escritor e educador financeiro

domingo, 15 de maio de 2011

Congresso

Olá pessoal!!!

Veja a divulgação do Congresso e do Culto de Louvor e adoração para Jovens e Adolescentes.



sexta-feira, 13 de maio de 2011

Você não precisa carregar tijolos

Você não precisa carregar tijolos
Uma reflexão do Salmo 81

"Cantem com alegria a Deus, o nosso defensor; cantem louvores ao Deus de Jacó.
Comecem a música e toquem os tamboris; toquem músicas alegres nas liras e nas harpas.
Toquem a trombeta para a festa quando chegar a lua nova e quando for lua cheia.
Isso é lei para Israel, é uma ordem do Deus de Jacó.
Quando Deus marchou contra a terra do Egito, ele deu essa lei ao povo de Israel. Ouvi uma voz, que eu não conhecia, dizendo:
Eu tirei das costas de vocês as cargas pesadas, fiz com que vocês ficassem livres de carregar os cestos cheios de tijolos.
(Grifo meu)
Quando estavam aflitos, vocês me chamaram, e eu os salvei. Lá de onde eu estava escondido, na tempestade, eu lhes respondi. Eu os pus à prova na fonte de Meribá. Meu povo, escute os meus conselhos! Ó Israel, como eu gostaria que você me ouvisse!
Nunca mais sirvam nenhum deus estrangeiro, nem adorem nenhum deus estranho.
Eu sou o SENHOR, o Deus de vocês, sou aquele que os tirou da terra do Egito. Abram a boca, e eu os alimentarei.
Mas o meu povo não quis me ouvir; Israel não me obedeceu.
Portanto, eu deixei que eles andassem nos seus caminhos de teimosia e que fizessem o que queriam.
Como gostaria que o meu povo me ouvisse, que o povo de Israel me obedecesse!
Eu derrotaria logo os seus inimigos e castigaria todos os seus adversários. Aqueles que me odeiam se curvariam diante de mim, e o castigo deles duraria para sempre.
Mas a vocês eu daria o melhor trigo e os alimentaria com mel do campo, até que ficassem satisfeitos”. (Salmo 81, NLH)

Quando o povo de Israel caminhou no deserto, eles não apenas peregrinaram durante muito tempo sem direção, mas também carregaram cestos e cargas desnecessárias. O versículo 6 do Salmo 81 revela bem isso, quando o próprio Deus retirou deles os pesados cestos.
E não é diferente com a nossa vida hoje. Quantas vezes nos sentimos cansados e sobrecarregados a ponto de pensar que não vamos suportar ou, pior, questionamos porque Deus permite que carreguemos tanto peso.
Mas não, Ele não permite que carreguemos excesso de peso, pois o seu fardo é leve e seu jugo, suave. Ele nunca envia peso maior do que podemos carregar. Ele é nosso Criador, conhece nossa estrutura e nossa capacidade.
O que infelizmente ocorre muitas vezes é que nós mesmos procuramos pesos e tijolos desnecessários. Então os colocamos em nossa bagagem e a caminhada fica mais difícil. Esses tijolos podem ter a forma de preocupações com coisas sobre as quais não temos nenhum controle, pode ser em forma de ansiedade excessiva, medos sem motivo real, insatisfações e tantos outros problemas dos quais poderíamos simplesmente abrir mão, ou melhor, levá-los a Cristo.
Mas a boa notícia vem diretamente do coração de Deus para nós: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei.” (Mateus 11.28). Essa é uma promessa e certeza maravilhosa, pois Ele tira toda carga pesada e excessiva. E o primeiro passo cabe a nós. Devemos ir a Ele. E quando vamos a Ele, não apenas recebemos alívio para os excessos que a vida nos impõe, mas o Pai ainda tem pra nós “o melhor trigo e mel puro, do campo” (Sl 81.16). O verdadeiro alimento que nos sustenta e satisfaz.
Portanto, não sejamos “teimosos”, levemos ao Pai os nossos “tijolos” – preocupações, ansiedades, medos. Podemos escolher carregar um fardo leve e receber de Cristo o alimento que nos fortalecerá quando as provações tentarem minar nossas forças e sufocar nossa fé.
Lembre-se: “você não precisa carregar tijolos”.
:: Por Denise Tomaz de Souza

Não desista!

Não desista!

Texto bíblico: 2 Reis 4.1-7
Existem momentos que não conseguimos enxergar uma saída, lutamos bravamente sem, contudo, sair do lugar. Todo o empenho parece ser inútil e por fim o cansaço e o desânimo nos abraça e desistimos. Desistimos de tentar, de lutar, de crer. O fim surge eminente como o pôr-do-sol em um dia frio. A noite escura nos lembra de todo fracasso. Não há mais nada.
O que você tem em casa? Pergunta o profeta.
Nada. Essa foi a resposta que uma viúva teve quando seus filhos iam ser levados como escravos por causa de uma dívida. Nada era tudo o que ela via.                                                
Ver o nada é o precedente do desespero.
O que você tem? Nada mais?                                                                          
Tire os seus olhos do natural, olhe através de Cristo. Ele é o que você precisa, Ele é o Grande Eu Sou.
Se o mar da dúvida  impede você de prosseguir Ele é o barco e que carrega você.
Se a enfermidade faz sua noite ser eterna, Ele é o Sol da Justiça que brilha para você.                                                                                                          
Se o fardo está pesado demais, Ele troca de fardo com você e o dele só tem paz.  Se você tem fome, Ele é o Pão da Vida.                                                                                                                                                                  
Se você está perdido Ele é O Caminho que  leva você à Verdade e revela a Vida. Tudo o que você precisa está Nele, Ele é O Principio o Meio e o Fim. 
Aquela mulher tirou os olhos das circunstâncias e enxergou um pouco de azeite. Ela enxergou o princípio para a abundância de vida. Quem tem um pouco de azeite tem a essência do Espírito de Deus.                                                      
Se você não vê mais nada, olhe novamente, Jesus nunca saiu de perto de você. Ele é tudo o que você precisa para dar certo. Não desista! Pegue esse Azeite e multiplique-o.
“E eis que estou convosco todos os dias até à consumação dos séculos”. (Mateus 28.20.)

:: Por Nilma Gracia Araujo
nilmaraujo@hotmail.com           

Seja bem-vindo, filho!

“[...] E, caindo em si, disse: Quantos trabalhadores de meu pai têm abundância de pão, e eu aqui pereço de fome”! (Lucas 15.17.)
Sempre que escutamos ou lemos a parábola do filho pródigo damos ênfase ao filho mais moço, o que se fora, o que pedira ao pai a sua parte da herança para seguir sozinho. Mas hoje quero dar ênfase ao filho mais velho, o que ficara com o pai, o ajudando em suas terras. Esta reflexão lança uma interrogação: Será que posso “perecer de fome” mesmo quando estou perto do Pai?
De acordo com a Palavra, quando o filho mais moço retornou para casa, o filho mais velho ficou extremamente desapontado e disse ao pai “[...] nunca me deste um cabrito para alegrar-me com os meus amigos [...]” Essa parábola nos ensina que muitas vezes estamos dentro de casa com o pai, trabalhando e ajudando em sua obra, dormindo e acordando com Ele, porém não sabemos usufruir de sua bondade, estamos “perecendo de fome”, com os nossos corações longe de sua bonança.
O fato de estarmos em nossas igrejas locais, exercendo nossos ministérios, não quer dizer que estamos próximos de Deus, que somos mais santos por estarmos na plataforma ou ainda seguindo liturgicamente a programação da mesma. A ideia que temos de “longe ou distantes” é sempre daqueles que um dia se desviaram do caminho de Deus e escolheram seguir o caminho no mundo, como o filho pródigo! Mas e quando estamos ao lado do Pai, trabalhando em nossos ministérios, e o nosso coração está distante de Deus, para onde e quem devemos recorrer? A resposta é simples e fácil, devemos ir para os braços do PAI! É Ele que nos entende nos momentos em que estamos ansiosos, preocupados, desanimados e insatisfeitos com a situação atual de nossas vidas, ficar longe do Pai pode gerar grandes perdas, mas pior é estar próximo do Pai com o coração distante! 

“[...] Este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim”. (Marcos 7.6b.) A hipocrisia consiste em fingir ser algo que a pessoa não é nem tem intenção de ser.
Jesus chamou os fariseus de hipócritas porque adoravam a Deus por razões erradas. Não eram motivados pelo amor, mas pelo desejo de alcançar lucros, ter a aparência de santos e aumentar seu prestígio social.
Se você está na casa do Pai, mas sente que o seu coração está distante, pare o que está fazendo, O convide para uma conversa franca e deleite-se em seus braços e Ele o dirá: Filho, tu sempre estás comigo, e todas as minhas coisas são tuas (Lucas 15.31.)
Seja bem-vindo! Jesus te ama! Deleite-se nele!
:: Por Peterson Amicuchi
Missionário e líder do Ministério de Artes Freedom - Igreja do Evangelho Quadrangular – Brodowski/SP. E-mail: ministerio_freedom@hotmail.com  / www.ministeriodeartesfreedom.com

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Notícias mais

Oi galera!!!!

Estamos a cada dia mais caminhando nos caminhos do Senhor e cumprindo os seus propósitos em nossas vidas. Dia 4 de Junho acontecerá um culto para jovens e adolescentes, CONEXÃO; um culto de louvor, adoração e muita diversão na presença do Senhor. O objetivo desse evento é promover a união dos jovens a adolescentes da nossa igreja, e é claro, louvar o nome do Senhor Jesus, o maioral. O tema será:"Unidos por um só Deus", e será berto a todos os jovens e adolescentes cristãos ou não. Teremos louvor, dança, teatro, brincadeiras, interação. Creio que será muito abençoado; e você não vai ficar de fora dessa, a entrada é franca e será na Igreja Batista, às 19:30. O Congresso e o Festival de Cachorro-Quente nos dias 18 e 19 estão tudo "ok". Estamos em fase de vendas e divulgação, tudo tranquilo. Adquira o seu ingresso: R$: 6,00 e come cachorro-quente a vontade com refrig. Até mais...

terça-feira, 10 de maio de 2011

2 anos da UNABI

Olá pessoal, tudo bem?

Confira as fotos do culto de gratidão que foi realizado neste sábado, dia 7 de Maio, agradecendo a Deus por mais um ano da UNABI.



























segunda-feira, 9 de maio de 2011

Transformando água em vinho novo

Há uma passagem bíblica que me encanta, refiro-me ao milagre que Jesus realizou numa festa de casamento. Lendo a respeito deste acontecimento deparei-me com uma curiosidade a respeito deste feito. Esse texto está no Evangelho de João, capitulo 2, versos 1 a 12.
O texto já descreve a finalidade dos potes utilizados na execução do milagre (em outras versões podemos encontrar a palavra “talha”), e em algumas Bíblias de estudo há breves relatos a respeito desses potes. Esses potes ficavam em frente às casas, podemos considerar como que um "ritual". Os judeus mais conservadores usavam os potes para cumprir as regras das purificações cerimoniais e nem mesmo num momento de celebração, que era o do casamento na ocasião, esses costumes eram deixados de lado.
Mas o que me chamou a atenção é o fato de que até mesmo numa festa de casamento os judeus honravam – os rituais de purificação. O velho tradicionalismo e religiosidade que mata, e que é maquiado em nossas igrejas! Mas imaginem só: Nosso Senhor Jesus Cristo transformou aqueles potes, símbolos pesados da dispensação antiga, em odres de vinhos, anunciando a chegada das boas novas. Da água usada pelos fariseus para as purificações cerimoniais veio o vinho novo de 1ª qualidade! Se naquela ocasião o tempo da purificação ritual havia passado para dar lugar ao tempo da celebração, imagine se permitirmos que o Senhor faça a mesma coisa com os potes de "nossas casas"? Acredito que seja tempo de celebração para TODOS, mas acima de tudo, deve ser o tempo de prioridade...    
Diante das dificuldades, devemos falar primeiramente com o Senhor. Nos momentos felizes, dar exclusividade a Ele... Maria foi até o Mestre. É bem verdade que ela sabia quem Ele era, mas Maria poderia simplesmente avisar diretamente ao responsável pela festa sobre a falta do vinho, mas ela foi até ao Senhor!
Podemos transformar nossa tristeza em alegria aprendendo a priorizar o Senhor e permitindo que Ele transforme a água de nossos potes em vinho novo! Deus merece o melhor, então olhemos para o alvo: JESUS!!!

:: Por Giane S. Santos.
gssantos.sp@gmail.com
Historiadora, tecladista do Ministério de Louvor da Igreja Beréia em São Paulo/SP.
Colaboradora do Portal Lagoinha.com